Notícias

Joana Moscatelli

Os professores da Uerj – a Universidade do Estado do Rio de Janeiro - decidiram manter o estado de greve em assembleia realizada nesta terça-feira.

 A categoria protesta contra os salários atrasados e reclamar das más condições de trabalho. Mesmo com críticas e ainda com muitos problemas estruturais, segundo denúncias de funcionários e alunos, a universidade iniciou na semana passada as aulas referentes ao segundo semestre de 2016.

 O começo das aulas na instituição chegou a ser adiado por cinco vezes. A próxima assembleia dos professores está programada para o dia 26 de abril.

 Em nota, a reitoria da Uerj informou que serão pagas até a próxima sexta-feira, dia 21 de abril, algumas bolsas de estudantes referentes ao mês de fevereiro.

 Também está programado o pagamento do 13º salário de professores contratados substitutos e de técnico-administrativos do Hospital Universitário Pedro Ernesto.

Nacional informa.

Postado em 19/04/2017 às 01:07


Voltar         Ver todas as notícias