Notícias

A operação que deflagra quadrinha que desviou R$150 milhões dos cofres públicos atuou nesta quarta feira em campo grande.

 

A ação contou com a participação de 270 agentes, entre policiais, servidores da GGU e da Receita Federal.

Foram feita as operações em seis cidades dos pais, entre elas foram as cidade de Campo Grande (MS), Nioaque (MS), Porto Murtinho (MS), Três  lagoas (MS), São Paulo (SP) e Curitiba (PR).

A nova fase de investigação aconteceu nesta quarta feira (11), e o motivo é que, para a polícia é evidente as provas de desvios e superfaturamentos em obras públicas.

Os valores repassado de propina eram justificados através de aluguel de maquinas, por isso, a operação recebe o nome de Lama Asfáltica.

As investigações também apontaram novas suspeitas para os pagamentos de propinas aos servidores, e tentativas de lavagem de dinheiro, além de obtenções de benefícios e inserções fiscais.

 

Da redação.

Postado em 11/05/2017 às 10:18


Voltar         Ver todas as notícias