Notícias

Kariane Costa

O Superior Tribunal de Justiça decidiu manter a prisão do ex-ministro Antonio Palocci.

 Palocci, que foi Ministro da Fazenda e da Casa Civil nos governos de Lula e Dilma, foi preso em setembro do ano passado. Ele e mais 14 réus são acusados de corrupção e lavagem de dinheiro em

 processo da Lava Jato.

 Segundo o STJ, não foi verificado constrangimento ilegal que justifique a soltura de Palocci.

 Os ministros da Quinta Turma entenderam que a prisão preventiva de Palocci, decretada pelo juiz federal Sérgio Moro, é necessária para garantir a ordem pública e combater o que chamaram de

 corrupção sistêmica e serial.

 Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, o empresário Marcelo Odebrecht afirmou que existia uma conta bancária especial para financiar campanhas eleitorais do PT.

 Segundo ele, o ex-ministro era conhecido como Italiano e era o responsável por gerir essa conta e realizar pagamentos de propina a políticos.

 A defesa de Palocci nega as acusações e sustenta que Sérgio Moro é parcial na condução do processo.

Nacional informa.

Postado em 19/04/2017 às 00:58


Voltar         Ver todas as notícias